Arquitetura e os elementos naturais

Roberta e Carol Arquitetura e os elementos naturais

Em um projeto arquitetônico de uma edificação hospitalar há aspectos que devem ser considerados quando se pensa no bem-estar, seja para o usuário paciente ou para o usuário funcionário. Esse bem-estar está diretamente ligado à recuperação do paciente e desempenho de trabalho do funcionário.

Esses aspectos, muitas vezes relacionados à humanização dos espaços, incluem nossa relação com a natureza, denominada biofilia. O nome foi dado pelo biólogo norte americano Edward O. Wilson. Em seu estudo, ele fala sobre como o ser humano, antes dos centros urbanos, tinha uma forte ligação com a natureza e, como agora, vivendo em espaços fechados, o desempenho e bem-estar das pessoas foram prejudicados pela falta dessa relação.

A arquiteta Roberta Marques explica que com esta filosofia é cada vez mais comum o surgimento de propostas arquitetônicas e de interiores que privilegiam materiais naturais, como madeira, palha e uso de vegetações em espaços internos ou mesmo o uso de cores comuns na natureza. “É uma forma de trazer a sensação de proximidade com a natureza, humanizando esses espaços. No caso de um hospital, essa humanização é importante para um paciente em recuperação, tornado os espaços mais leves perante as diversas situações que um hospital pode receber”, descreve.
Segundo a arquiteta Carolina Chedraoui, o aspecto mais importante dessa relação com a natureza é o uso da iluminação solar, a luz natural, uma vez que quase todos os seres vivos, incluindo nós, seguem de forma biológica o ciclo circadiano. “Neste ciclo, nosso sono e outras funções do organismo são regulados de acordo com a luminosidade que nosso cérebro recebe. A luz do sol varia ao longo do dia, o que faz nosso relógio biológico funcionar de forma adequada”, explica.

Roberta acrescenta que quando estamos em ambientes fechados que têm apenas a iluminação artificial, nosso organismo perde essa percepção. “Esta situação, de forma crônica, pode estar relacionado a doenças graves, como o câncer. Aberturas em um projeto, além de trazer a iluminação natural, permitem uma conexão com exterior, auxiliando na recuperação do paciente, sendo um espaço tranquilo e relaxante para ele e seu acompanhante”, pontua.

Essa relação, como dito anteriormente, também afeta e é de extrema importância para os funcionários. Em uma pesquisa sobre biofilia em ambientes de trabalho, a ‘’Human Spaces: The Global Impact of Biophilic Design in the Workplace’’, feita em 2015 com 7.600 pessoas entrevistadas ao redor do mundo, ficou constatado que os níveis de estresse dos funcionários são maiores quando não há uma vista para alguma janela e ficam menores quando existe o uso de iluminação natural, elementos naturais e uso de cores presentes na natureza (como verde, azul e amarelo). “O uso de vegetação melhora os níveis de desempenho, atendimento e bem-estar dos funcionários, além de menos dias relatados de afastamento por doença, tudo isso sendo pontos que contribuem para um bom funcionamento hospitalar”, conclui Carolina.

Your email address will not be published. Required fields are marked *

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-image: url(http://prosaude.arq.br/wp-content/uploads/2020/08/PROSAUDE-TEMPLATE-01-1920x480-2.jpg);background-size: cover;background-position: left bottom;background-attachment: scroll;background-repeat: no-repeat;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 300px;}