Conforto, aconchego e humanização nos hospitais

Eduardo leitos hospital Conforto, aconchego e humanização nos hospitais

As mudanças na área da saúde foram intensas na última década. Desde o ponto de vista tecnológico até o lado humano, as transformações vieram e, com elas, a necessidade de criar ambientes que favorecessem esta nova forma de atuar, proporcionando uma boa experiência para os usuários.
Seguindo esta ideia, vivemos uma crescente busca pela humanização e pelo bem-estar de pacientes e profissionais que passam o dia (ou a noite) em hospitais. “A arquitetura hospitalar também acompanhou este processo. Hoje não vemos mais hospitais apenas como estruturas de concreto, mas como um lugar que pode gerar conforto e bem-estar, contribuindo efetivamente na recuperação do paciente e também para aliviar a rotina e estresse dos profissionais trabalham nele”, diz Eduardo Nishitani, arquiteto da Pró-Saúde.
Ele acrescenta que o projeto de um novo hospital, ou mesmo a reforma de uma estrutura, contempla este novo olhar. “É preciso, claro, pensar na funcionalidade do espaço, nas necessidades que um hospital tem, nas regras e normas que precisam ser seguidas. Além disto, usamos outros recursos para ter uma estrutura que, além de eficiente, seja agradável. Possibilitar a entrada de luz natural, usar de elementos da arte e da natureza integrados ao espaço são algumas formas de trazer vida às edificações de saúde”, cita.
Segurança e acessibilidade também contam pontos. “Não se pode pensar em conforto onde não há segurança. Do tipo de piso escolhido até o uso de barras de segurança, projetamos cada espaço em detalhes. Leitos e banheiros não devem ter desníveis no piso, corredores e entradas precisam ter livre acesso para todos, inclusive cadeirantes, a iluminação do centro cirúrgico deve ser eficiente, a climatização do ambiente deve promover bem-estar. É um conjunto de medidas que é incluído no projeto. Ele deve ser elaborado por profissionais que entendem de arquitetura e das necessidades da área da saúde”, completa.
A arquitetura hospitalar é complexa e deve sempre contemplar eficiência desde o ponto de vista da estrutura física até as sensações que promove em quem circula pelo espaço. Trazer leveza ao dia a dia de pacientes e profissionais da saúde é um desafio constante de quem atua nesta área.

Your email address will not be published. Required fields are marked *

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-image: url(http://prosaude.arq.br/wp-content/uploads/2020/08/PROSAUDE-TEMPLATE-01-1920x480-2.jpg);background-size: cover;background-position: left bottom;background-attachment: scroll;background-repeat: no-repeat;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 300px;}