Um hospital pode ter cores?

Para a arquiteta Isadora Vidal, da Pró Saúde, pode sim. “As cores podem ser usadas para melhorar a experiência do paciente no ambiente hospitalar. Sabemos que elas influenciam no humor, nas sensações, então, se bem aplicadas, podem ser usadas sim”, diz.

Fugir do branco é uma forma de mudar a “cara de hospital”, agregar mais harmonia e até auxiliar na humanização do atendimento.

“Profissionais que atuam com crianças, por exemplo, saíram na frente e começaram a usar de cores e desenhos para deixar as crianças mais à vontade e tranquilas durante o atendimento. Estamos falando de uma edificação hospitalar, de um local onde as pessoas vão porque estão precisando. Então, nada mais inteligente que projetar espaços que sejam agradáveis. As cores, com certeza, fazem parte destes arsenal”, conclui.

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-image: url(http://prosaude.arq.br/wp-content/uploads/2018/03/interna-fundo.jpg);background-size: cover;background-position: center center;background-attachment: scroll;background-repeat: no-repeat;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 370px;}